domingo, 10 de dezembro de 2017

Mais um ano termina e nós continuamos combatendo os bandidos




2018 promete ser um ano de grandes mudanças para o Brasil. Acontecerão eleições presidenciais e espero que muitos políticos bandidos sejam afastados de vez do poder.  Mas enquanto isso não acontece, vamos denunciando esses vermes que transformaram o país em um caos, graças à safadeza, à esperteza, à bandidagem e à falta de vergonha na cara. Depois de um tempo em suspenso, devido a muitos compromissos profissionais, estamos voltando à atividade de denunciar não só os políticos safados, como também pastores corruptos e a empresa Scania, uma das maiores inimigas da nação.

Essa semana também já iniciamos o trabalho de divulgação das nossas nas ruas. Instalei um grande banner em Guarulhos, bem na frente de uma concessionária Scania, na Dutra (coisa que nós vamos fazer nas proximidades de todas as concessionárias Scania do Brasil) que já rendeu bastante repercussão e vários telefonemas de interessados. Nas próximas semanas, voltarei a viajar pelo país divulgando as nossas denúncias, sempre com provas impactantes, precisas e verdadeiras.

Em resumo, continuarei denunciando o fato da Scania ter vendido mais de mil carretas diretamente para políticos e até para um grande traficante de Governador Valadares, a máfia de criação de falsos pastores com o objetivo de envia-los aos Estados Unidos para facilitar a lavagem de dinheiro e outras atividades fora-da-lei. Bandidos como o senador Aécio Neves, o ex-deputado Lael Varella, Ouriel de Jesus, Lierte Soares e todos que seguem a hierarquia do crime continuarão aparecendo aqui. Aguardem, essa semana ainda teremos mais textos aqui.

sábado, 23 de setembro de 2017

Montadora SCANIA deverá ser condenada por crimes hediondos em breve!


Mais uma vez venho aqui falar sobre a empresa do ramo de automotores no Brasil a MONTADORA SCANIA. Muito se fala em corrupção ultimamente e algumas denúncias e condenações de pessoas bem próximas a essa empresa criminosa. Por isso, tenho feito insistentemente denúncias sempre apresentando provas contundentes, reais, inegáveis. Já apresentei algumas delas a diversas autoridades e órgãos da Justiça. A qualquer momento essas minhas denúncias irá conseguir condená-los, Deus está do meu lado e vai me ajudar nisso também.

Nesse texto vou falar especificamente de um crime hediondo que a MONTADORA SCANIA tem cometido. Para isso, me permitam fazer uma comparação: você conhece a empresa MacDonalds? Sim, aquela que vende sanduíches, batatas fritas, Coca-Cola e outros alimentos! Ela trabalha em um sistema de franquias. Ou seja, nunca, jamais, em hipótese alguma, vende um produto diretamente para o consumidor final. Sempre fornece para suas lojas franqueadas espalhadas em quase todas as cidades do mundo, e essas lojas é que vendem para o consumidor final.

O mesmo acontece com o sistema de venda de carretas, no Brasil e no mundo. As montadoras nunca, jamais, em hipótese alguma, vendem diretamente para o consumidor final, o motorista. Elas distribuem os caminhões para as suas concessionárias e só aí, eles são vendidos para qualquer pessoa que entre na loja para comprar. Isso é o certo.

Mas a MONTADORA SCANIA não respeita essa regra, pelo menos não no Brasil, onde é comprometida com quadrilhas e com a máfia. A MONTADORA SCANIA, com sede em São Bernardo dos Campos, São Paulo, já vendeu diversas carretas diretamente para pessoas físicas. Pior ainda: tenho provas e apresento aqui mesmo, de que ela já vendeu centenas para um mesmo criminoso: um famoso traficante de Minas Gerais, especificamente da cidade de Governador Valadares. Esses documentos que apresento aqui, e apresentei para diversas autoridades, mostram até as PLACAS dessas carretas, para quem quiser pesquisar com mais detalhes.

E por que a SCANIA faz isso? Em Minas Gerais, ela é comprometida com a quadrilha liderada pelo ex-deputado Lael Varella (agora nas mãos do seu filho favorito, deputado Misael Varella). Essas carretas que vão para o famoso traficante são repassadas em nomes de laranjas e, no final, acabam indo parar nas duas concessionárias de propriedade de Lael Varella, a COVEP e MILA CAMINHÕES. No caminho, crimes hediondos são cometidos, principalmente torturas e assassinatos. Isso já aconteceu comigo algumas vezes, até hoje carrego algumas balas no meu corpo e só estou vivo porque me considero um autêntico MILAGRE DE DEUS.

Como eu disse, minhas denúncias já estão em mãos de alguns juízes, promotores e advogados, só aguardando a hora em que virão à tona. Não deve demorar, pois o Brasil vive uma época de muitas condenações. Vários figurões da política e do meio empresariais já foram presos. Agora é a vez do AÉCIO NEVES e, espero, do seu comparsa e patrocinador LAEL VARELLA e diversos diretores da MONTADORA SCANIA. Provas não faltam, e algumas delas apresento aqui.




segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Livro A HORA DA VERDADE já foi lançado em português, inglês, espanhol e francês


Nosso livro A HORA DA VERDADE foi originalmente lançado em português, mas também já teve tiragem nos idiomas inglês, espanhol e francês. Graças a Deus, essas tiragens foram um sucesso e se esgotaram. No momento, temos a versão em uma nova edição (capa azul) em português disponível, e pode ser encontrado em várias bancas de revistas da cidade de São Paulo (clique aqui e confira), mas já estou providenciando nova tiragem em outros idiomas. Abaixo, as capas das 3 versões estrangeiras.

Relatório sobre o psicopata Ouriel de Jesus (Pastor Evangélico)



DADOS PESSOA FÍSICA:
Nome completo: Ouriel de Jesus
Condecorado com o título de Comendador da Ordem do Rio Branco em meados de 2001 pelo Ministério das Relações Exteriores.
RG: 3063322-9 [deve ser /PR ou /SC]
CPF: 244298489-04
sexo: masculino
data de nascimento: 25/05/1955
naturalidade: Porto União / SC
Nome do Pai: Enodio de Jesus
Nome da Mãe: Nahir de Jesus
Nacionalidade: brasileira
CNH: 51020083
Pai de Elaine de Jesus nascida em Ponta Grossa/PR

DADOS PESSOA JURÍDICA:
Uma das várias empresas de Ouriel de Jesus chama-se “World Organization of Evangelical Ministers” (W.O.E.M) e tem como sócio Nicodemus Lopes Junior cujo CPF é 694677884-7.
CNPJ da W.O.E.M: 49.290.560/0001-86
Endereço: Rua Conde Sarzedas, 149 loja 20
São Paulo – SP

Veja alguns jornais com notícias sobre a Máfia do Lael Varella


Na postagem anterior, mencionei alguns jornalecos publicados na região de Boston, com acusações falsas contra mim. São todos feitos de matérias pagas, que estão ganhando dinheiro dos pastores corruptos que tenho denunciado (José de Souza, Wellington Reis, Eduardo Sampaio, Ouriel de Jesus, Lierte Soares, Lierte Jr. e outros). Talvez pelo caráter satírico e irreverente que uso em algumas imagens e textos, eles ficaram furiosos e passaram a pagar uma boa grana (suja) para esses impressos.

Ao contrário dessa corja, nunca precisei pagar para aparecer em matérias de jornais, revistas, TVs e rádios, nem no Brasil nem nos EUA. Nesta postagem, exibo uma pequena coleção de recortes de jornais de Minas Gerais sobre os fatos que tenho relatado (as falcatruas de Lael Varella, o episódio da Delegada Maria Aparecida Pinto etc). Notem que, de maneira transparente, mostro até alguns jornais que falam sobre quando fui preso injustamente e, logo em seguida, inocentado. Há até, vejam só, recorte do jornal Brazilian Times, que hoje é patrocinado pelas igrejas evangélicas, mas que em certo momento também divulgaram minhas denúncias.

domingo, 3 de setembro de 2017

Pastores corruptos de Boston publicam matérias pagas contra mim

Há algum tempo venho pensando em fazer um texto sobre algo que vem acontecendo em Boston: alguns pastores corruptos, os mesmos que venho denunciando há anos no meu site e livro (José de Souza, Ouriel de Jesus, Eduardo Sampaio, Lierte Soares e outros) tem publicado algumas matérias faltas contra mim, em jornais de pequena circulação entre brasileiros que moram no estado de Massachussets, nos Estados Unidos. São textos e até entrevistas com o único objetivo de desmerecer minhas denúncias e denegrir minha imagem. Imagino que algumas pessoas podem até acreditar nas mentiras contadas por esses falsos jornalistas.

Só tem um problema: na verdade, são matérias pagas, feitas sob encomenda, e muito bem remuneradas. Esses jornais vem sendo sustentados não por suas vendas insignificantes, mas por dinheiro vindo das igrejas envolvidas com a famosa "Máfia do Lael Varella", aquelas mesmas que traficam falsos pastores com o objetivo de lavagem de dinheiro do crime. Eles são tão burros que criam provas contra si mesmos: exibem anúncios dessas mesmas igrejas. Esses anúncios não custam o mesmo valor de um anúncio normal: em troca das matérias falsas, são pagos valores altos, alguns de 2.500 dólares, outros de 5 mil dólares e já teve vários repasses de até 10 mil dólares. Esses valores só não são maiores para não "dar na pinta", mas são muitos! Jornais pequenos como Brazilian Times, Hello Brasil e Jornal dos Sports acabam tendo renda como se fossem grandes jornais!

Um deles exibe uma entrevista com Ouriel de Jesus, um torturador e estelionatário, fazendo falsas denúncias contra mim. Outro exibe depoimento de Tatiano de Sá, um agente corrupto que é tão safado que tem duas esposas e usa pseudônimos como "T. Desa", "Tathyanno Deza" entre outros - nunca o verdadeiro nome. O perigoso José de Souza (aquele que teu dois filhos gays artistas) também se junta aos companheiros de quadrilha e com isso, criam um ambiente que até pode parecer sério, mas é tudo forjado.

Há uma grande diferença entre essas publicações e as que tenho exibido no meu site: eles publicam sempre nos mesmos jornalecos de pequenas tiragens, sempre pagando para aparecer. Já as denúncias que faço, sempre foram veiculadas em jornais de renome, feitos por jornalistas sérios, que inclusive fazem questão de exibir minhas provas, os documentos que apresento. Enquanto criam blogs e matérias falsas, sem identificar os criadores, tudo que publico está assinado por mim, com minhas fotos e meus contatos para quem quiser tirar dúvidas. Esses safados são covardes, se escondem como ratos e baratas! Enquanto isso, eu sempre fiz as denúncias de cara limpa. Em Boston, fui entrevistado por jornais, sites, TVs e rádios que eu nem conhecia (cujos nomes, alguns eu nem lembro), sempre falando a verdade e EXIBINDO PROVAS CONTUNDENTES. Enquanto isso, eles ficam só no fala-fala.

Concluo mandando o seguinte recado para Ouriel de Jesus, Eduardo Sampaio, Wellington Reis, José de Souza, Lierte Soares e outros: VOU CONTINUAR DENUNCIANDO A QUADRILHA DE VOCÊS! Não importa se vocês tem muito dinheiro (dinheiro sujo, por sinal). Enquanto vocês iludem os fiéis e o público, eu falo a verdade e cada vez mais vou exibir minhas provas. Se preparem, a partir de agora, as atualizações no meu site serão cada vez mais frequentes! Sei que a alma da Delegada Maria Aparecida Pinto e das centenas de vítimas aparecem nos seus pesadelos. Eu serei mais um a assombrar vocês! Um dia, seus hipócritas, vocês cairão!

sábado, 2 de setembro de 2017

Quem é Quem na Máfia de Lael Varella

Durante minhas denúncias, tanto aqui no site quanto no livro A HORA DA VERDADE, tenho citado vários personagens, a maioria integrantes da quadrilha comandada pelo ex-deputado Lael Varella. Isso pode causar alguma confusão em alguns leitores. Por isso, reúno aqui nessa postagem, um glossário com um pequeno resumo sobre cada bandido, cada mafioso, cada pastor evangélico envolvido com o "coisa ruim". Começando pelo próprio.


LAEL VARELLA (EX-DEPUTADO E EMPRESÁRIO)
Conforme o título dessa postagem já deixa claro, esse é o líder da grande quadrilha que assombra o estado de Minas Gerais desde os anos 80. Pode-se dizer que é o “Poderoso Chefão”, uma mistura de Vito Corleone com Pablo Escobar. Graças a muita compra de votos (milhares deles comprados com papelotes de cocaína), vem sendo eleito desde 1986, sustentado por um esquema que envolve: 1) Roubo de Carretas; 2) Grilagem de Terras; 3) Tráfico de Drogas e 4) Esquema Internacional de Falsas Igrejas Evangélicas. Graças ao seu talento para o crime, se tornou um milionário, dono de várias empresas (a maioria fantasmas) no ramo de vendas de carretas SCANIA, negociadas imobiliárias e até mesmo uma fundação hospitalar e uma instituição de ensino – 100% delas com o objetivo principal de praticar a lavagem de dinheiro.

Em 1998 tive o desprazer de conhecer esse verme, quando me interessei por uma propriedade que estava à venda, uma pequena fazenda chamada “Agropecuária Lael Varella”, com o objetivo de lotear e revender em blocos. Fechamos uma opção de compra de 90 dias. Tudo perfeito, mas o que eu não imaginava é a intenção do espertalhão: após feito o pagamento, Lael Varella simplesmente falsificou minha assinatura e com a documentação em mãos, conseguiu vender para outra pessoa, mesmo a terra já tendo novo proprietário. Essa história eu conto com detalhes e vários documentos no meu livro A HORA DA VERDADE. Após esgotadas todas as possibilidades de conciliação, passei a protestar publicamente contra a desonestidade desse larápio. Distribuí milhares de panfletos contando essa história, na época mimeografados e xerocados, depois impressos em off-set. Por causa disso, passei a ser perseguido por sua quadrilha. Fui torturado dezenas de vezes, tive prisão forjada por policiais e delegados vinculados à quadrilha e sofri exatamente 14 tentativas de assassinato a bala (até hoje tenho algumas balas no meu corpo).

Em resumo, a máfia de Lael Varella atua assim: quem adquire carretas SCANIA nas suas concessionárias é “cadastrado” pela quadrilha e, dependendo da vulnerabilidade, tem seu veículo roubado (muitos pais de família foram assassinados, outros torturados, alguns até mutilados no processo). Essas carretas semi-novas são recolocadas no mercado informal e são distribuídas em estados e países vizinhos. Todo o dinheiro arrecadado é rateado entre a diretoria da SCANIA no Brasil, a quadrilha de Lael Varella e seus colaboradores – alguns poderosos, como o senador Aécio Neves, juízes, promotores, advogados, delegados, policiais, traficantes de drogas e pistoleiros. Mas eles não são bobos: antes de tudo, a grana suja tem que ser lavada. Aí entra um esquema vinculado a igrejas evangélicas. A máfia de Lael Varella envia falsos pastores evangélicos para igrejas dos Estados Unidos (sediadas na cidade de Boston), com o objetivo de que eles façam envios de dinheiro para o Brasil. Ou seja, nesse esquema (explico com mais detalhes em outro texto) o dinheiro volta limpinho para o Brasil e para os bolsos gigantes de Lael Varella.

E se você pensa que um Varella é o pior que pode acontecer para o país... saiba que ele já deixou pelo menos 3 sementes do mal: seus filhos Laelzinho, Misael e Luciano (um quarto filho, Cristiano, morreu em um acidente automobilístico e por isso está idento dos crimes). Pelo menos um deles, Misael, já está “tocando o terror” na política, como deputado.



LIERTE SOARES (PASTOR EVANGÉLICO)
Trata-se do braço direito de Lael Varella na sua máfia. Pode se dizer que é o gerente da quadrilha. Sua origem no crime está ligada à Igreja Batista do Calvário, criada pelo Pastor Edvaldo, um homem sério, justo e correto. Porém, certo dia, antes de falecer, o Pastor Edvaldo dividiu a igreja em campos (Campo Oeste, Campo Leste, Campo Sul e assim por diante). Um desses campos foi herdado pelo pastor José Soares, pai de Lierte, que passou a atuar na igreja e logo se tornou uma espécie de líder, graças à sua manha e seu talento de iludir pessoas. Até aí, seria até uma história comum, não fosse o fato de ser um dos seres humanos mais perversos, asquerosos, traiçoeiros e calculistas que o mundo já teve o erro de produzir, e que eu já tive o desprazer de conhecer. Quando conheceu Lael Varella, a identificação foi imediata e em pouco tempo passou a colaborar, se logo se tornando o chefe da equipe de torturadores e pistoleiros. Esse canalha é o responsável pela morte de dezenas de pessoas, a maioria pais de família, caminhoneiros que tiveram seus veículos roubados, proprietários que tiveram suas terras invadidas e outras pessoas que, por algum motivo, se voltaram contra os propósitos criminosos do seu patrão e mestre Lael.

Eu próprio já fui torturado por esse verme, pelo menos oito vezes, na época em que fazia panfletagem. Na última, ele atirou e mim, chutou meu rosto, quebrando vários dentes e ainda teve o instinto de urinar na minha cara, enquanto eu estava inconsciente (eles achavam que eu estava morto). Graças ao meu bom Deus, consegui escapar, mas muitos tiveram destino pior: foram mutilados (isso mesmo, tiveram membros amputados!), torturados e mortos.

Atualmente vive entre Governador Valadares e Boston, onde é responsável por algumas congregações da Igreja Batista. Se tornou o gerente do “Setor de Importação de Pastores”. Ao lado de outro bandido, Ouriel de Jesus, convoca falsos pastores (na verdade, brasileiros com o sonho de viver nos Estados Unidos), cobra deles altas taxas e os envia de duas maneiras: 1) com o título de pastores evangélicos em missões; 2) ilegalmente, através de coiotes mexicanos. Esses “soldados do mal” se infiltram nas igrejas evangélicas coligadas da máfia e ficam responsáveis pelos envios de dinheiro para o Brasil, dinheiro esse que entra legalmente, pois são declarados como se fossem “ofertas” (colaborações dos frequentadores, através do dízimos e outras doações). E ainda com a vantagem de não serem taxados, por se tratar de igreja. No caso de Lierte Soares, vale também a regra das “sementes do mal”, ou seja, além de ser um bandido de primeira linha, já deixou também um sucessor no crime: seu filho Lierte Jr., que atualmente vive em Portugal e já está plantando também um braço da máfia por lá.



MARIA APARECIDA PINTO (DELEGADA)
A história da Delegada Maria Aparecida é triste. Peço desculpas aos familiares, mas para mim foi muito importante. Ali naquele momento eu tive ainda mais certeza de que o crime não compensa. Ela foi mais uma entre tantas autoridades que, ao invés de seguir carreiras honrosas, optaram pelo mundo do crime, do dinheiro fácil e rápido. Iludida por promessas (era amante de um bandido chamado Adriano), entrou para a máfia do pastor Lael Varella. Uma das suas primeiras missões foi criar um esquema em que fez uma batida policial na minha casa, plantou drogas e me levou preso. Durante a atuação, esses marginais (com farda de polícia) me humilharam na frente dos meus parentes (esposa, mãe e filhos) e chegaram ao extremo de apontar uma arma na cabeça dos meus filhos de 03 e 09 anos! É… o time comandado pela Maria Aparecida não tinha limites! Deviam estar ganhando muito bem, deviam estar muito autoconfiantes.

Mas a casa caiu. Graças a Deus e à colaboração de vizinhos que testemunharam tudo, inclusive o momento em que plantaram drogas na minha casa, essa farsa foi descoberta, eu fui solto (depois de ter sido torturado de várias maneiras, sempre com muita perversidade) e a Delegada Maria Aparecida foi presa. Talvez por inexperiência, talvez por ilusão, ela cometeu o erro de declarar que iria “abrir o bico, entregar todo mundo, revelar todos os detalhes da máfia”. O resultado é que foi assassinada dentro da cadeia, na prisão, pelos próprios padrinhos que um dia lhe prometeram uma grande carreira, muito dinheiro e segurança. Toda essa história está em uma matéria de TV exibida na época, que eu postei no Youtube (veja abaixo). Eu não disse que era uma história triste? Mas tem sua lição: “o crime não compensa”.



PASTOR JOSÉ DE SOUZA (PASTOR EVANGÉLICO)
O estelionatário José de Souza é um dos responsáveis pela Igreja Assembleia de Deus Salvação da Graça, ao lado da esposa Milsan. Sediada em Everett, Massassuchets, a congregação é uma das principais receptoras dos falsos pastores enviados do Brasil por Lierte Soares, naquele esquema que já citei de tráfico de pastores. Para lavar dinheiro da quadrilha, são enviados falsos pastores oficialmente (geralmente pessoas da cidade de Governador Valadares e região que pagam uma taxa) e extra-oficialmente (através de coiotes via México, pagando taxas maiores ainda). Uma das exigências é que eles se tornem agentes de envio de dinheiro para o Brasil, dinheiro esse que entra no país como se fosse renda oficial da igreja, em forma de ofertas (doação dos fiéis). Nas engrenagens da máfia, José de Souza envolve toda a sua família. Além da esposa, também estão envolvidos seus dois filhos gays, que formam uma dupla de cantores, Reurys & Reurysson. Como cantores, são medíocres, mas suas apresentações são pretexto para forjar falsa renda, com dinheiro sujo que, igualmente, volta ao Brasil como se fosse dinheiro limpo. A igreja, com a ajuda dos "obreiros" (na verdade, os falsos pastores e clandestinos dos quais já falei), a igreja promove eventos onde são cobradas taxas de participações. Essa renda, que já não é pouca, é somada a muito dinheiro sujo, para também voltar ao Brasil devidamente lavado. Ou seja, é uma verdadeira indústria de lavagem de dinheiro.

Quando eu vivia nos EUA, durante algum tempo José de Souza apoiou nossa luta, reforçou minhas denúncias, principalmente contra dois canalhas (Eduardo Sampaio e Wellington Reis) e até me ajudou a receber uma parte do dinheiro que esses dois caloteiros me deviam. Há inclusive documento de recebimento assinado por ele, José de Souza, como testemunha. Recebi uma parte apenas, porque logo depois, os dois monstros fizeram uma proposta ao José de Souza, que, em troca de um pagamento muito maior (alguns milhares de dólares), ele passou a negar que me conhecia, passou a falar mal de mim, de repente passou a se dizer "arrependido". Por que esse súbito arrependimento? Está bem claro: recebeu dinheiro, muito dinheiro, e ganhou parceiros estratégicos, entrando para a máfia de Lael Varella. A partir de então, José de Souza passou a expandir sua equipe de ladrões, hipócritas e corruptos. Atualmente, sua quadrilha conta com gente de muito carisma, para iludir os fiéis. Os principais são: Pastor Abraão Almeida (Florida, FL), Raquel Cilene (New Jersey), Lenilda Borges e Edima Lacerda (Boston, MA),



WELLINGTON REIS (PASTOR EVANGÉLICO)
Na quadrilha de Lael Varella, Wellington Reis é o "terceiro homem", ficando logo abaixo do próprio Lael e de Lierte. É muito valorizado na equipe porque, além de ter o dom da oratória (ilude os fiéis de maneira magistral), também é um assassino e torturador frio, praticamente um psicopata. Essa combinação dos dois talentos do "evangelista" Wellington Reis faz com ele tenha atuação nos EUA, na Igreja Batista de Everett (BA) e também no Brasil, principalmente na Igreja Batista de Camburiú/SC. Quando está no Brasil, é o coordenador da equipe de assaltantes e torturadores. Ele pessoalmente já me torturou algumas vezes e eu posso dizer até que tive sorte de sobreviver! Vários pais de família não resistiram e morreram, alguns inclusive nunca foram encontrados, pois foram enterrados em covas rasas. Mas nem sempre Wellington Reis mata: sua especialidade é a amputação. Isso mesmo. Esse verme é tão maldito que se diverte cortando mãos, braços, pés e pernas de pessoas, durante os assaltos às carretas Scania e com pessoas que não se enquadram na quadrilha de Lael Varella.



EDUARDO SAMPAIO (PASTOR EVANGÉLICO)
Esse aí é tão sujo quanto os três anteriores. Aliás, é pior: ele, por ter um conhecimento muito grande do Evangelho, tornou-se muito, mas muito útil à máfia, pois ele se tornou uma espécie de gerente do braço religioso nos EUA. Ou seja, ele conhece muito bem a Palavra de Deus e mesmo assim, apoia e participa de uma máfia que ele SABE que já causou dezenas de vítimas, que deixou muitas famílias desamparadas no Brasil. Portanto, é talvez um dos maiores culpados. Recentemente, sua associação com o Wellington Reis rendeu uma mansão de 325 mil dólares (conforme denúncia anterior). Esse, por trair a Palavra de Deus de maneira tão descarada, merece uma outra mansão, vizinho do próprio capeta!



OURIEL DE JESUS (PASTOR EVANGÉLICO)
Bandido e golpista que, às custas das mortes de muitos caminhoneiros, acabou de comprar em Governador Valadares, uma propriedade de US$1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil dólares), além de 500 cabeças de gado que está em nome o pai da esposa de Wellington, o Sr. Manoel Messias, que é um dos mais fiéis laranjas do Wellingnton e do próprio Ouriel de Jesus. Sua lista de calotes e golpes é tão longa que fica difícil até saber qual o maior ou o mais frequente. Mas o seu grande talento mesmo é a lábia. Com isso, se tornou um pastor influente entre os fiéis mais inocentes. É dele as histórias e delírios com anjos que distribuem sorvete e um hospital de órgãos que visitou no céu. Mas principalmente, apoia financeiramente a máfia, em uma parceria com o denunciado anterior, o Eduardo Sampaio. Mas se você quiser saber quem é o Pastor Ouriel de Jesus, leia o texto-denuncia que copiei de outro site clicando aqui.



Observação:
eu, Devair Lucas, me responsabilizo por todas as denúncias postadas em meu site e no livro A Hora da Verdade sobre essa quadrilha de pastores que atua nos EUA e no Brasil, apoianda pelo crime organizado, usando suas igrejas como fachadas. Tais pastores que tenho denunciado nos últimos tempos, como Eduardo Sampaio Oliveira (Igreja Filadélfia), Wellington Antônio dos Reis (vice do pastor Eduardo_, pastor Lierte Soares (Igreja Batista do Calvário, em Governador Valadares), psicopata fraudador e caloteiro Ouriel de Jesus, Fausto da Rocha e todo poderoso chefão, o deputado Lael Vieira Varella. Confirmo todas as denúncias feitas aqui no meu site e as que virão. Desafio vocês e os seus comparsas: podem me levar à corte Federal, ao FBI, à Imigração, à Procuradoria Geral dos EUA e onde mais quiserem, para fazer uma acareação a qualquer momento.